quinta-feira, 22 de março de 2012

Viver

Cativar o vento,
a assoprar segredos,
que só a natureza pode desvendar.

Ter em pensamento,
todos os desejos,
para um dia se realizar.

Trocar as bolas,
executar pedidos,
escutar amigos.

Descartar os descartáveis,
revisar rimas e pontos,
rever tudo com atenção.

Interpretar o silêncio,
suportar as verdades,
e dar um jeito na realidade.

4 comentários:

Neto Chagas disse...

belo poema...um belo despertar sobre a vida *-* fico feliiz que tenha voltado a escrever/postar

bjooo

Neila Grenzel disse...

Ah, de fato nunca parei. Tava me faltando inspiração, não foi por falta de tentativas que não postei por esses dias...

aline. disse...

simplesmente viver :)

Enigmático Byjotan disse...

Um poema forte onde as ações se precipitam alucinadas.Gosto muito.Beijo de leitor.:-BYJOTAN.